quinta-feira, 27 de agosto de 2009

O farol em movimento de va gar!


Roma, Castelo de St. Ângelo, Agosto 2009

Vou começar devagar,
devagar como estou de todas as imagens e histórias que trago na mala para contar,
devagar como as fotografias em camâra lenta de todas as memórias que nem em mim cabem,
devagar como eu queria ter passado todos estes dias que se rompem numa velocidade que eu não consigo travar,
devagar para poder saborear cada história,
devagar como ando para que os últimos dias não passem, que parem neste meu devagar e que o relógio não avance, e pare, pare naquelas pastas maravilhosas com um "sugo di Pomodoro" como só eles, os verdadeiros Italianos sabem fazer,
devagar como cada cheiro e cada sabor que memorizei e quero soletrá-los de va gar
de va gar,
d e v a g a r
para não esquecer nada
de va gar para que tudo amime os meus dias
de va gar como as mãos que cruzamos no início da viagem e nunca mais as desamarramos....
por isso de va gar vem aí todas as histórias de uma Itália que sim, essa não aparece em mapas nem GPS, nem em atlas, aparece sim em cada memória de quem a viveu e percorreu.

A primeira foto desta escalada não é à toa, é o meu castelo, um castelo que se percorre de toda a Roma, que nos abraça em qualquer margem do Tibre, que têm um Anjo que nos silencia e acalma, e é o local da minha Ópera Favorita A TOSCA de PUCCINI.

6 comentários:

Claudia Sousa Dias disse...

A minha também.

é só visualizar que ouço mentalmente a minha área favorita: a do cavaradossi, nas masmorras.

"E lucevan le stelle".

a primeira vez que ouvi - tinha vinte aninhos - fiquei com um nó na garganta.

foi pela voz de um cantor espanhol "de cuyo nombre no quiero acordar me" de oitenta anos que se despedia da carreira de cantor lírico naquele ano.


csd

tonsdeazul disse...

Foi "de va gar" que li e saborei as palavras do teu regresso!

Luísa disse...

Pera, vai mais de va gar!
Valsa lenta, nestas descrições de respiração de arte.Os olhos sentem o gosto especial da viagem por centros históricos!Por locais onde o teu sentir inspirou prazer por estares nas andanças das origens dos librettos e operettas.
Venho ler-te com alguma ansiedade...mas irei ler-te sempre de va gar!

Beijinho terno!

Marta disse...

Fico à espera dessas histórias minha linda :) a qualquer ritmo ;)

Anónimo disse...

O teu blogue é viciante!
http://adevidacomedia.wordpress.com/

anareis disse...

Querido(a) novo(a) amigo(a),estou precisando muito da ajuda de todos os amigos. estou montando uma minibiblioteca comunitária pra crianças e adolescentes na minha comunidade carente aqui no Rio de Janeiro,se voce puder me ajudar estou fazendo uma campanha de doações. pode doar qualquer quantia no Banco do Brasil agencia 3082-1 conta 9.799-3, ou pode doar livros ,ou pode doar máquina de costura, ou pode doar retalhos, ou pode doar computador usado. se quizer fazer aguma doação entre em contato com meu email: asilvareis10@gmail.com ,eu darei o endereço de remessa. se voce não puder me ajudar com doações pode divulgar minha campanha, tenho 2 blogs no google gostaria da sua visita: Eulucinha.blogspot.com ,obrigado pela sua atenção.