quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

Luxos meus!



Todas as manhãs o padeiro deixa o pão fresquinho, fresquinho à minha porta, e ao fim de semana ainda uns croissants.

Não dispenso não, este luxo, pouco luxuoso de tomar um bom pequeno almoço em casa fresquinho, fresquinho.

Pão estaladiço a derreter com manteiga e um café bem preto, são bons acordares.

5 comentários:

Claudia Sousa Dias disse...

se são!


bjo


csd

Ni disse...

Adoro o pão que o padeiro deixa cá em casa tambem :)

Visita meu blog, sim? http://malmequerbijuteria.blogspot.com/

* Beijinho *

Anónimo disse...

Nossa me deu vontade de comer um pão francês com manteiga junto com um copo de café com leite, coisas simples da vida, mas tão boas, né?
Oh, não se sinta culpada pelo luxo, não é luxo, é apenas uma coisa boa e simples que ficou esquecida nos tempos de hoje, o pão e o leite a nossa porta.
Beijos
Fabrício Santiago

Anónimo disse...

Olá, desculpe invadir seu espaço assim sem avisar. Meu nome é Fabrício e cheguei até vc através do blog Um olhar de Perto. Bom, tanta ousadia minha é para convidar vc pra seguir meu blog Narroterapia. Eu sei que é ridículo da minha parte te mandar essa propagando control c control v, mas sinceramente gostei do seu comentário e do comentário de outras pessoas no blog da Luísa, ela inclusive é seguidora do meu blog, claro que ela faz isso mais por gentileza do que pela qualidade do meu texto, mas estou me aprimorando, e com os comentários sinceros posso me nortear melhor. Dei uma linda no seu texto, vou continuar passando por aqui...rs

Tb estou fazendo um pequeno convite a ajudar as pessoas que desejam parar de fumar, faço entrei para: blogueiros contra o tabagismo. Eu mesmo estou na luta contra o cigarro.


Narroterapia:

Uma terapia pra quem gosta de escrever. Assim é a narroterapia. São narrativas de fatos e sentimentos. Palavras sem nome, tímidas, nunca saíram de dentro, sempre morreram na garganta. Palavras com almas de puta que pelo menos enrubescem como as prostitutas de Doistoéviski, certamente um alívio para o pensamento, o mais arisco dos animais.


Espero que vc aceite meu convite e siga meu blog, será um prazer ver seu rosto ali.


Abraços

http://narroterapia.blogspot.com/

Zaclis Veiga disse...

Nossa que privilégio! Isso é impossível aqui no Brasil. São essas coisas assim, tão simples e geniais, que me atraem em Portugal. Beijo