segunda-feira, 21 de abril de 2008

Chove






















Imagem: Remez el Saïd

Chove! chove!
e quanto mais andamos pela rua mais chove,
chove nos corpos delicados, nos severos, nos quentes e nos frios,
chove forte, chove fraco, chove sempre e chove às vezes,
chove nas casas despidas de gente,
chove na varanda onde nos deliciamos muitas vezes a ver o sol,
chove com salpicos salgados do mar que se move,
chove doce quando os rios transbordam,
chove onde as margens se abrem,
chove nas cidades menos abrigadas,
chove cá e noutro lado,
chove e faz sol,
arrepiamo-nos no granizo que salta das nuvens,
aconchegamo-nos nos raios que se espreguiçam no olhar,
chove lá fora,
chove,
chove,
chove nas janelas onde faço desenhos com os dedos, e apanho as gotas que vão descendo devagar,
chove,
chove,
chove,
chove,
chove lá fora,
cá dentro está quente e sol e frio, e sol e quente e frio, e chove e frio, e sol e quente....
_____________________cá dentro mora todo o tempo.

18 comentários:

Edson Marques disse...

Dalaila,

A vida é uma chuva deliciosa...


Abraços, flores, estrelas!

Tiago R Cardoso disse...

eu gosto desta chuva, cá dentro estamos quentes, por muito temporal que esteja lá fora.

Luis Beirão disse...

...mesmo quando não fora, mas dentro de nós, a chuva é benéfica. Serve, ao meos, para regar as paredes por vezes ressequidas da nossa alma...!

K disse...

E que bela chuva esta!

Beijo

Wagner Marques disse...

esse vento me cativa!!!

abraço.

lupussignatus disse...

ch

u

vinha

doce

bago

de

mel

~pi disse...

cá mora um farol

de aromas

calores

arrepios

ai s



:)

AJO disse...

Já aqui vim... fui e voltei... que chuva bela esta que fez este texto... chuva de palavras que juntas formaram esta maravilha... adorei.
BJS e bom resto de semana

Su disse...

Chove lá fora e chove cá dentro, quando as nuvens da alma se apertam, e libertam as gotas de chuva por um olhar que espelha a tempestade de um mar revolto de sentimentos.

un dress disse...

ser da chuva

onde flores

se

chovem

[ asas nas asas :)




beijO

num relance disse...

"cá dentro mora todo o tempo"

bem me parecia que o tempo haveria de ter uma morada

Adriana disse...

Tempo cura ,mas permanece implacável.

Anónimo disse...

Chove e molha!
Molha, mas seca!
Nada que o tempo não cure,
Na verdadeira tempestade que afecta.


Passa o tempo, mas o tempo não passa!

Aí dentro, mora todo o tempo?


just a friend

Lyra disse...

Se chove mas também há um raio de sol quente, com toda a certeza que o arco-íris te sorrirá.

Beijinhos e até breve.

;O)

Kênia Garcia disse...

Que seja então, uma chuva de sonhos, realizações, amores e alegrias...

Beijos!!

tonsdeazul disse...

Ó estão tão bonitas estas tuas palavras de chuva!
Nem vou dizer mais nada para não estragar este maravilhoso retrato de chuva.

Hanah disse...

não cabem palavras...


beijos...

Claudia Sousa Dias disse...

Não me importo que chova lá fora desde que conserve o sol dentro de casa...


Beijo


CSD