terça-feira, 27 de janeiro de 2009

Um poema


Imagem: Mortem Bjarnhof


Um poeta barroco disse:
as palavras são
as línguas dos olhos

Mas o que é um poema
senão
um telescópio do desejo
fixado pela língua?

O voo sinuoso das aves
as altas ondas do mar
a calmaria do vento:

Tudo
tudo cabe dentro das palavras
e o poeta que vê
chora lágrimas de tinta


(Ana Hatherly)

4 comentários:

Anónimo disse...

Lindo. De morrer.

tonsdeazul disse...

...
Nem sei o que dizer...
É bem bonito este poema.
"Tudo cabe dentro das palavras"
...

Su disse...

As palavras são tudo isso e muito mais. São uma maneira de podermos abraçar e demonstrar o que se sente sem ser preciso recorrer ao toque.

E lembro-me tão bem o primeiro poema que conhecemos da Ana Hatherly.

Claudia Sousa Dias disse...

fogo...

que beleza de fogo nas palavras onde a tinta incendeia o papel...


CSd