sexta-feira, 4 de janeiro de 2008

A cor que cresce

Imagens: Jean François e Brett Deacon


Árvore rumorosa pedestal da sombra
sinal de intimidade decrescente
que a primavera veste pontualmente
e os olhos do poema de repente deslumbra (...)

Não há inverno rigoroso que te impeça
de rematar esse trabalho que começa
na primeira folha que nos braços te desponta

Explodiste de vida e és serenidade
e imprimes no coração mais fundo da cidade
a marca do princípio a que tudo remonta

(Ruy Belo)


Pintei-te com uma cor diferente....
e a floresta é densa e brilhante porque amanhece a cada dia...



13 comentários:

AJO disse...

Que lindas palavras e mais lindas ainda são as que estão a amarelo... gotei muito. Tens sempre palavras bonitas para nos dar... obrigada. Bom fim de semana.

Luis Beirão disse...

Dal,
Neste novo ano, desejo-te precisamente isso: que tal como às árvores, nenhum inverno rigoroso te tolde os movimentos, e que possas explodir de vida plena de alegria serena.

Bisous
Umdessesquaisquerluísesquehápelomundo;-)

Luis Beirão disse...

Dal,
Neste novo ano, desejo-te precisamente isso: que tal como às árvores, nenhum inverno rigoroso te tolde os movimentos, e que possas explodir de vida plena de alegria serena.

Bisous
Umdessesquaisquerluísesquehápelomundo;-)

storytellers disse...

"Explodiste de vida e és serenidade
...
a marca do princípio a que tudo remonta"
Uauuu, quanto texto, quanta vida. Poesia como intensificação do ser!
beijosssss

Tiago R Cardoso disse...

excelentes imagens com um bonito texto...

~pi disse...

:) belo: tudo!

Ad astra disse...

Ja tinha saudades da luz do farol

Um beijo e bom ano para ti

un dress disse...

cresCer Cor...


muitos acordámos hoje com ruy belo nas mãos e nos olhos...:)





beijO

rosasiventos disse...

há-de formar-se a enorme cadeia de sons com que te quero falar
aguardo como se eu fosse dias
e estes se sucedem interminavelmente para além de mim
já se pressente
peço-te

PHYLOS disse...

Excelente seu blog, muito criativo. Parabéns. Se tiver um tempinho, visite meu "Quintal". Abraço - Phylos (Brasil)

lupussignatus disse...

Deslumbrante.

Sereno.

Colorido.

Ruy Belo no seu melhor.

"(...) Imprimes no coração mais fundo da cidade/a marca do princípio a que tudo remonta".

Dalaila disse...

Olá Ajo!

cores da manhã para todos.

Olá Luís!

Que esse novo ano seja para nós uma explosão de amizade.

beijinho

Olá Storytellers!

A poesia que nos abraça e nos amanhece.

Olá Tiago!

que tudo se conjugue no novo ano

Olá Pi!

o belo que se escreve nas letras que se pinta

Olá Astra!

as tuas palavras faziam cá falta.

Olá Un Dress!

a cor que cresce e nos despe

Olá Phylos!

Obrigada, que este farol seja o seu rumo, e o vento levar-me-á às suas palavras

Olá Lupussignatus!

e nessa cor, nesse sereno, nesse deslumbramento a cidante cresce, cresce e o coração ganha cor.

luci disse...

pica te rosa

que hoje é dia

embala te rosa

faz a melodia