sexta-feira, 28 de março de 2008

Um Farol em paz!

Imagem: Alexander Radutya


dá-me um lugar onde possa reclinar a cabeça
um colo onde possa adormecer
e te saiba por perto

dá-me mãos inteiras de chuva
os lírios que a manhã me trouxe aos olhos
uma única razão para o dilúvio

e eu dar-te-ei um verso
do tamanho de uma casa

(José Rui Teixeira)

17 comentários:

~pi disse...

ámen




:)

Anónimo disse...

Jamais faltará um colo para reclinar a cabeça...poderão é não sentir o teu choro!
Mas, concerteza, ouvirão a gargalhada.

Bom fim-de-semana!

Just a friend

un dress disse...

pode ser uma palavra

a pe nas






:)

ROSASIVENTOS disse...

ai o que diria jim san a este grito se

me


bebesse



do vento agreste

suave vento

intemporal

e

infinito

AJO disse...

Bem... há algum tempo que não deixo comentários por aqui e vindo cá venho a correr... o tempo anda a passar-me uma rasteira... mas hoje quero deixar comentário para dizer que te dou o meu ombro.
Bjs e boa semana

Alma Nova ® disse...

Que belo retrato de paz nos traz este farol, adormecido à beira do colo que o acolhe e do ombro que o conforta.

Alma Nova ® disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Teste Sniqper disse...

Cansado de tanto brincar, apaga-se a luz do farol para que desça a paz de um merecido descanso.

Ad astra disse...

um ombro..

um verso ..apenas


um beijo

Fernando Santos (Chana) disse...

Cara amiga, belo texto muito sólidário e muito bem enquadrado com a sequencia de fotografias...Exelente !
Beijos

lupuscanissignatus disse...

Porto de abrigo...

Unknown disse...

E como é bom um colo...

Adriana disse...

Que coisa mais linda!!Transmite muita paz!!

Anónimo disse...

adoro o josé rui teixeira. boa semana.

un dress disse...

sedutor, um farol em paz...

um lugar pra sempre!!






beijO

susemad disse...

Lindíssimo!
Ter um lugar onde encostar a cabeça e sentirmo-nos seguros sabe sempre bem.

storytellers disse...

a sustentável levesa de saber ser e dar